O julgamento de lúcifer

Três líderes religiosos convidam Lúcifer a participar de um programa de TV. No estúdio da BGTV, tentam convencê-lo a assumir a responsabilidade por crimes praticados pela humanidade nos últimos dois mil anos. Pedofilia, charlatanismo, tortura e corrupção são crimes cometidos por personagens que se dizem portadores da palavra de Deus, o que o diabo desmente com sua astúcia e um controle remoto capaz de controlar TVs, computadores e celulares ao redor do mundo.
O julgamento de Lúcifer é um reality show surrealista em forma de livro, ou um romance que pode ser encenado ou lido em voz alta, porque nasceu no teatro e não esconde essa identidade. Como pode também, sob uma luminária, ser motivo para reflexões silenciosas. Com uma linguagem repleta de metáforas e simbologias, o romance faz referências à cultura pop, bíblica e literária para apresentar personagens que transformam a vida em ficção a fim de justificar seus atos. Caberá ao leitor escolher em quem ou em quê acreditar.

Sobre o Autor

Adriano Moura é graduado em Letras e mestre em Cognição e Linguagem. Publicou o livro de poemas Liquidificador: poesia para vita mina em 2007. É também dramaturgo, autor das peças “Conselho de Classe”, “Meu querido diário”, “Dezesseis” e “Não mediquem minha tristeza” (inédita no palco). É professor de Língua Portuguesa da rede pública e privada da Educação Básica  e Superior.

Dados do Livro

Páginas: 88
Edição: 1ª
Preço: R$ 14,90
Formato: 14 X 21
Acabamento: brochura
ISBN: 978-85-428-0086-9
Categoria: Ficção; Literatura brasileira